sábado, 20 de fevereiro de 2010

Mais T. Menos C.


Muita coisa! Pouco tempo?

Muita coisa? Pouco tempo.

Muita coisa. Pouco tempo! 

E cada vez tem mais coisas...
E cada vez tem menos tempo...

E cada vez muita coisa!
E cada tempo pouco menos...
E menos... mais... coisa... tempo...

E o tempo? Cadê as coisas?
Coisa que cadê! Que tempo! Menos...

Menos...
Mais...

E o tempo. E as coisas. E a exclamação. E a interrogação.

Só sei que cada vez tem mais coisas. Muitas coisas. E cada vez tem menos tempo. Pouco tempo.
Por isso te amo mais. Por isso rock'n'roll mais.
Por isso me preocupo menos. Por isso temos o blues, ao menos.
Te blues mais, que te amo, no pouco tempo que tenho, quero mais coisas, ao mesmo tempo, contigo.
Contigo mais coisas. Menos coisas. Mais tempos. Te respirar e só. Te transo e só. Conversamos e sóis.
E mais. Ter mais. Mais coisas. Menos tempo.





Muita coisa! Pouco tempo?

Muita coisa? Pouco tempo.

Muita coisa. Pouco tempo!

Um comentário: