terça-feira, 15 de setembro de 2009

Recado para mim mesmo:

pessoas são compostas de corpo e espírito. algumas não possuem a segunda parte, são apenas corpos. as outras utilizam os corpos para sua única utilidade real, criar livros e filmes. o resto não importa. é falsidade e hipocrisia. corpos em excesso e sem utilidade só ocupam espaço inútil no mundo. um mundo sem corpos poderia ser muito mais belo, pois teriamos a essência, as formas, as vidas que importam, a beleza natural, e espíritos vivos por aí. se não tivessemos corpos os livros e músicas seriam propagados de uma forma menos orgânica. seriamos todos únicos, uma verdade universal, sem ego, ganância, furtos, sentimentos machucados, ações planejadas para um caos falso, corpos sufocando espíritos... corpos imbecis. que se consumam aos extremos, que se dopem, que sejam forçados ao abuso material. que sejam estuprados e jogados por aí, é um presente aos que não tem espírito vivaz. para os pecadores a tortura é a única forma de contemplação ao supremo, ao essencial.

6 comentários:

Marcella disse...

"o resto não importa."
right.

que serzinho complexo que tu és, né?!

anyway, a mente que limita o corpo? é isso que você quis dizer?

não entendi perfeitamente, fui pedir explicação e continuei não entendendo.. por isso vou deixar esse comentário bem burrinho mesmo...

é como eu falo, as palavras fazem o que podem pra expressar o que os escritores sentem (quando escrevem bem, então.. melhor ainda)... mas elas nunca são fiés absolutas... sei lá.

bom, pelo menos não fui pro lado nazista da coisa.

voltaremos.

T disse...

Mas são as únicas mais ou menos fiéis, as palavras. No entendimento psicológico evidentemente. Esse Flyzinho só está numa bad, logo melhora! ;*

Tatah disse...

A alma não precisa de um corpo para poder viver. Quando morremos, o que apenas morre de fato é nosso corpo, e tudo que deixamos por aqui. Nosso espírito continue, e com isso evolui para entrar em outro corpo. Por isso pensamos: porque há pessoas tão inteligentes desde pequena e outras tão “normais”? Isto é porque a alma já está bastante evoluída para que seu corpo possa exercer atos que chamamos de cruciais. Penso também o mesmo que você, corpos apenas enchem nosso mundo, corpos fazem besteiras que a alma às vezes não pensa, corpos machucam, corpos ferem sentimentos. Os corpos são tão frágeis. Será que em outro mundo existam apenas as almas? Será que existe outro mundo?

Lindo post, linda reflexão.

De: Alma
Para: Alma

Jorge dos Santos disse...

gostei das imagens do blog.

tenho palavras imaginéticas em meu blog:

http://amaquinadaspalavras.blogspot.com/

@samambaia_ disse...

O corpo é o veículo da alma. É por ele que ela sente a vivência da matéria. Precisamos dessa vivência para que a vontade de voltar ao nosso verdadeiro lar se sobreponha aos prazeres desse mundo. A importância que cada um de nós dá a esse veículo é que forma essa imensa diversidade que chamamos humanidade. Para mim, o corpo serve para levar o cérebro para passear, sendo o cérebro a personificação da minha essência divina. E tu Fly? Onde encontras a tua essência divina?

Léo Zardo disse...

Tenho uma certa tendêcia para o religião espiríta. Acho que estamos aqui, nesse mundo/dimensão, como punição. Devem existir lugares muito melhores por aí. haha
Pra mim, é importante acreditar nisso, não deixa de ser uma forma de manter a esperança...

Abraço!