segunda-feira, 23 de junho de 2008

Adeus George Carlin


Morreu um dos caras que mais admirei no ramo da comédia, mesmo que para mim, suas palavras sejam pérolas, sabedoria pura, e não simples humor.

George Carlin, que junto com Peréio, Sade, Costinha, e Bukowsky, era um dos velhos mais safados que já existiu.
George Carlin, que me ajudou a explicar para alguns os motivos pelos quais acho Aquecimento Global uma babaquice, acho a preocupação com as diferenças sociais uma forma de manipulação, acho que o cérebro é mais importante que a "alma", e tantos outros conceitos que causa revolta por parte de alguns contra mim...

...e contra George Carlin também.

Então, deixo a tradução de um de seus textos, que retirei da Taverna do Bárbaro, local que por sinal, fiquei sabendo deste triste acontecimento.

Vamos todos, brindar com whisky, e continuar rindo pra caralho (tem diversos vídeos dele no Google Video e YouTube), e pensando mais ainda, nas palavras deste gigante!

"Se alguém reparou, existe uma coisa da qual eu não reclamo: políticos.
Todos reclamam de políticos, todos dizem que eles são uns merdas.

Mas de onde vocês pensam que estes políticos vem?
Eles não caem do céu, não chegam de outra realidade.
Eles vem de parentes, famílias, casas, escolas, igrejas, empresas e universidades norte-americanas e são eleitos por cidadãos norte-americanos.

Isto é o melhor que podemos fazer, pessoal.
Isto é o que temos a oferecer.
É o que nosso sistema produz: lixo entra, lixo saí.

Se você tem cidadãos ignorantes e egoístas, você terá líderes ignorantes e egoístas.
No longo prazo isso não fará nenhum bem e você terá um bando de jovens norte-americanos ignorantes e egoístas.

Então, talvez, só talvez, não sejam bem os políticos que são uns merdas.
Talvez outra coisa seja uma merda.
Como a população.
Sim, a população é que é uma merda.

Isso é uma bela campanha para alguém, diga-se.
"A população é uma merda, foda-se a esperança".

Se tudo é culpa dos políticos, então onde estão as outras pessoas éticas e conscientes?
Onde estão estes norte-americanos, prontos para entrar de cabeça, nos liderar e salvar a nação?
Nós não temos pessoas assim nesse país!

Todos estão no shopping-center, coçando o rabo, tirando meleca do nariz, sacando o seu cartão de crédito da pochete e comprando um sanduíche que brilha no escuro.
Então eu resolví este simples dilema e no dia da eleição EU FICO EM CASA!
Eu não voto, fodam-se.

Duas razões por eu não votar.
É sem importância.

Este país já foi vendido, comprado e pago a muito tempo atrás.
Esta porcaria que eles empurram de quatro em quatro anos...
pfff...pfff...
Não significa nada.

E a segunda razão de eu não votar, é porque acredito que se você o fizer, você não tem o direito de reclamar.

As pessoas gostam de distorcer isso, eu sei, "se você não vota, você não tem o direito de reclamar".
Mas qual a lógica nisso?
Se você vota, escolhe pessoas desonestas e incompetêntes, que acabam fodendo com tudo, você é responsável pelo que aconteceu, você escolheu-as, você causou o problema, você votou neles, você é que não tem direito de reclamar.

Eu, por outro lado, que não votou, que de fato, nem deixou a própria casa no dia da eleição e não sou responsável pelo que estas pessoas fizeram, tenho todo o direito de reclamar da bagunça que eles fizeram, causada pelo que você escolheu.

Eu sei que mais tarde haverá uma daquelas "eleições presidenciais", que vocês tanto gostam e se divertem muito, e assim que elas acabarem, o seu país melhorará imediatamente.
Quanto a mim, estarei em casa, essencialmente fazendo o mesmo que você, mas quando eu acabar de me masturbar, eu pelo menos terei alguma substância para mostrar."

Agora troque norte-americanos por brasileiros e EUA por Brasil.

"Vocês já repararam que as pessoas que são contra o aborto, são pessoas que você não transaria de jeito nenhum?"

"Para efeitos práticos, a linguagem foi criada para esconder a verdade."

Nenhum comentário: