sexta-feira, 18 de abril de 2008

Emo de Cu é Rola!

As cinzas de Sid Vicious se reviram, parte pelo solo de Harthrow, parte ao lado de Nancy, ao ver qualquer coisa se dizendo punk nos tempos modernos. Ou neo-punk. Caralho, até estilos puramente visuais já servem de rótulo? Deixe eu limpar o vômito do Warhol que acaba de ser jorrado em meus pés.

Keith Richards já disse que acha uma pena que as drogas hoje em dia estejam fracas de mais para ele, pois ele adoraria poder estar sempre chapado para não ter que ouvir as coisas que chamam de rock hoje em dia (claro, com excessões, diversas por sinal, é só saber procurar. acho que ele concordaria comigo).

Mas bem, quem sou eu para julgar. Iggy já disse que está pouco se fudendo para os bagulhos que ousam ofender toda uma ideologia sonora. E com medalhões tipo Siouxsie caindo nas mãos da mídia, só me resta lamentar. O que é pior, uma pérola que fica opaca por aceitar ficar sem polimento, e assim, perdendo o brilho, ou aberrações minerais tentado se juntar a algo, enquanto as pedras ficam renegadas as paginas de zines que pouco tem acesso?

Porcarias deveriam ser ignoradas por mim. Vou tentar seguir a filosofia do tio que masturba o ar por aí, com suas calças apertadas. Mas que esta porra irrita pra caralho, irrita!

Nenhum comentário: